terça-feira, 21 de junho de 2016

Aplicações Clínicas da Mobilização Neural


>




http://www.mundosemdor.com.br/wp-content/uploads/freshizer/e9c6a390a5d3e3c8eb317b2e7fbe98ad_dr_charles_oliveira_osteopatia_tecnica_manual-1156-577-c.png


A mobilização neural tem como principal campo de atuação as interfaces mecânicas, que são as zonas de contato estreito entre os diferentes tecidos (neural e conjuntivo). Estas zonas existem ao longo de todo o percurso de um nervo (desde sua origem até a extremidade final), onde o mesmo pode estar mais hipomóvel ou mais fixo do que em outras zonas. A deformação mecânica e diminuição da mobilidade presentes no sistema nervoso são as causas que prejudicam a integridade do mesmo, e é exatamente nestes fatores que a mobilização neural atua.

Curso online de Mobilização Neural

O termo tensão neural adversa é utilizado para indicar os sinais e sintomas que são de origem neural, como dores em ardência ou queimadura, alterações de sensibilidade (dormências, formigamentos) e alterações de força muscular.

Aplicações Clínicas
  • Neuropatias Periféricas
  • Hérnias de Disco
  • Síndrome Túnel do Carpo
  • Golpe de Chicote (Whiplash)
  • Síndrome do Piramidal
  • Lesões Nervos Periféricos
  • Síndrome dos Escalenos
  • Ciáticas e Ciatalgias
  • Lombalgias

A osteopatia não deve ser generalizada como apenas uma técnica de estalar a coluna. Ela é uma abordagem ampla e global do paciente não se limitando apenas na realização de técnicas de alta velocidade. E, ainda, mesmo quando uma técnica articulatória é necessária, não existe diferença no resultado quando são feitas técnicas de manipulação e mobilização.


Você conhece o nosso Drive Virtual de Conteúdo spbre Terapia Manual? Clique aqui e conheça!

Comente:

Nenhum comentário:

Postar um comentário