quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Osteopatia na prevenção de dor nas costas na Hernia Discal


>






A maioria das pessoas que sofrem de dor nas costas por hérnia discal pensa que se a sintomatologia diminui ou desaparece, é porque o problema está resolvido, mas a verdade é que isso deve ser apenas o começo da fase de correção/prevenção.

Esta fase dura cerca de 4 a 6 meses e tem como objetivo a melhoria dos fatores que estão na origem da lesão. Durante esta fase o Osteopata utiliza uma combinação de técnicas que visam restabelecer o alinhamento estático e dinâmico da coluna, normalizar a capacidade de movimento em todas as vértebras da coluna e melhorar a flexibilidade dos músculos que se articulam com a mesma.


Links interessantes:
Sintomas associados com a Ataxia Cerebelar
Fisioterapia na lesão do Ligamento Cruzado Posterior
Utilize a Fisioterapia para tratar Bronquites


 Depois de se conseguir melhorar a mobilidade quer articular, quer muscular, é importante iniciar um programa de exercícios para estabilização da coluna, que têm como objetivo recrutar os músculos responsáveis pela estabilidade e proteção da mesma. Estes exercícios podem, numa primeira fase, ser aprendidos e realizados juntamente com o Osteopata/Fisioterapeuta e numa segunda fase, podem ser realizados autonomamente em casa ou em aulas de grupo (ex.: pilates). O ideal é que o paciente tenha supervisão durante a realização dos exercícios até que esteja familiarizado com a execução e posicionamentos dos mesmos.

Outro dos principais fatores a ter em conta é a adoção de hábitos saudáveis, como a perda de peso e a adoção de posturas corretas durante a realização das atividades de vida diária.

Nesta fase deve iniciar-se também a realização de atividades aeróbicas, como caminhar, bicicleta ou natação, de forma a melhorar, não só a condição cárdio-respiratória, bem como o fortalecimento dos músculos mobilizadores globais. É importante perceber qual a atividade mais adequada para cada caso. Enquanto algumas compressões por hérnia discal ocorrem durante o movimento de flexão da coluna, outras ocorrem durante a extensão. Desta forma, caso agrave durante a flexão, atividades como a natação e caminhada serão mais indicadas, caso o contrário o indicado é a bicicleta com apoio lombar. Numa fase posterior, e caso seja possível, deve iniciar-se a corrida, de forma lenta e progressiva em terrenos planos e regulares. No final da atividade, devem ser realizados exercícios de alongamento, de modo a manter a flexibilidade muscular e a mobilidade de todas as articulações do corpo.

Você conhece o nosso Drive Virtual de Conteúdo spbre Terapia Manual? Clique aqui e conheça!

Comente:

Nenhum comentário:

Postar um comentário